5 Mitos sobre os Espectrómetros de RMN

Os espectrómetros de ressonância magnética nuclear (RMN) de bancada da Nanalysis são utilizados para testar a composição química uma amostra de forma fácil e rápida.

Existem alguns mitos mais comuns em torno dos espectrómetros de bancada de RMN, que podem impedir os profissionais de laboratório de investir nestes equipamentos:

  1. Os espectrómetros de RMN são usados ​​apenas em química analítica.  Existem muitas aplicações diferentes de RMN usadas numa variedade de indústrias diferentes, podendo ser usado em pesquisa, desenvolvimento, acompanhamento de reações e controlo de qualidade.
  2. São equipamentos muito complexos e sofisticados.  Com a tecnologia dos RMN de bancada, tudo se tornou mais fácil e acessível, não implicando utilizadores altamente treinados. Podem ser usados como ferramentas de apoio ao ensino. Estes
  3. São um investimento muito grande.  Um RMN de bancada tem um nível de investimento muito inferior a um equipamento convencional
  4. Necessitam de acessórios específicos. Os RMN de bancada da Nanalysis operam utilizando os convencionais tubos de RMN de 5mm de diâmetro. Podem cumulativamente ser equipados com sistemas de fluxo.
  5. Têm um funcionamento dispendioso. Os equipamentos de bancada não necessitam de sistemas de arrefecimento a azoto, tendo um custo de funcionamento muito baixo.

Pode consultar mais informações sobre os equipamentos da Nanalysis aqui ou realizar um pedido de contacto aqui.

Scansci, Na Vanguarda da Tecnologia